Pesquisa

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Câmara promove videochat sobre reforma política na terça-feira - Câmara Notícias - Portal da Câmara dos Deputados

Câmara promove videochat sobre reforma política na terça-feira - Câmara Notícias - Portal da Câmara dos Deputados

Ficar aqui na internet curtindo e compartilhando aquilo que todos estão comentando no momento é muito legal.

Porém mais legal ainda é realmente participar.

Não adianta ficar só reclamando.

Cuidado, site persistente e chato: http://www.portaldosites.com/.



Acabei de me livrar de um site persistente, e seu também software persistente, que apareceram ontem (29/08/2013). O site, http://www.portaldosites.com/, estava como página inicial no meu Google Chrome, e eu não conseguia mudar para os que gosto. E o programa eu não conseguia desinstalar.
Fiquei muito chateado quando cheguei do trabalho e descobri isso, por isso compartilho com os amigos a solução que dei.
O curioso é que esse tipo de programa (que deveria se chamar problema e não programa) geralmente somos nós mesmos que o instalamos, sem querer, quando desatentos instalamos um outro, e não prestamos atenção nas opções. Vamos simplesmente clicando em instalar.
Só que no caso eu não tinha instalado nenhum programa por esses dias no meu computador.
Fui até o painel de controle e vi que ele foi instalado em um dia em que realmente nenhum outro tinha sido instalado.
Apesar de não ter conseguido descobrir como ele entrou no meu computador consegui me livrar dele:
1. Alterei as páginas iniciais nas configurações do Google Chrome (acho isso muito simples, não vou mostrar como fazer);
2. Alterei as propriedades do Google Chrome. Para isso apaguei tudo a direita do link, em “Destino”, depois (a direita) das aspas (...\chrome.exe” => Deletei tudo aqui).
clip_image002
Para abrir a janela acima, “Propriedades do Google Chrome”:
1º) Clique com o botão direito do mouse sobre o ícone do Google Chrome;
2º) Novamente clique com o botão direito do mouse sobre o novo ícone do Chrome que aparecerá;
3º) E por fim clique em “Propriedades”.
Veja a ilustração, dos passos acima, na imagem abaixo:
clip_image004
Com os passos acima resolvi o problema em parte, pois as páginas inicias que gosto voltaram, mas o “tal programa” continuava insistentemente instalado.
Quando tentava desinstalar ele recebia uma mensagem informando que eu não era administrador do sistema e por isso não poderia executar essa ação. O que é um absurdo.
3. Resolvi isso apagando o registro dele no Windows.
Obs.: Não vou mostrar aqui como entrar nos registros do Windows, pois não quero ninguém depois chorando por que fez o que não devia.
4. Por fim, restringi o site no próprio Windows e com isso espero não ter mais dor de cabeça com ele.
Para restringir um site:
a) No Painel de controle vá em Opções de Internet (ou Propriedades de Internet);
b) Depois, em “Sites Restritos”, digite (ou cope e cole) o site que você não quer que seja aberto no seu computador e confirme clicando em “Adicionar”.
clip_image006
Quero deixar claro que não estou escrevendo isso para me gabar, mas sim para advertir e denunciar. Assim como eu fui vítima desse site persistente, tenho a certeza de que outras pessoas também já foram e vão continuar sendo.
Infelizmente não tenho as imagens das tentativas que fiz antes de ter sucesso, por que só pensei em fazer essa postagem depois de ter resolvido o problema.
Já pesquisei e não encontrei nenhuma lista de sites persistentes. Quem souber de outros sites chatos como esse, por favor, me informe para que eu possa restringi-los antes que eles ataquem meu computador novamente.
Quem sabe não iniciamos uma lista de sites persistentes?
Fico grato a quem colaborar.

Cleber S. Lopes Jr.























sábado, 17 de agosto de 2013

Prefeito diz que mutirões democratizam prestação de serviços.

Acabei de ler uma matéria no Blog O Sarrafo referente a um comentário do nosso prefeito Jabes Ribeiro a respeito de um mutirão. Mas os comentários do blog já estavam encerrados, por isso resolvi escrever aqui no meu blog o comentário que eu iria fazer lá.



Comentário:


Concordo que os mutirões democratizam as prestações dos serviços, mas seria muito melhor não termos necessidades deles (dos mutirões). Enquanto os mutirões forem necessários, não teremos uma verdadeira democracia.

Escrevo não exatamente a respeito do mutirão que foi feito e divulgado na matéria do Blog O Sarrafo, mas em relação aos mutirões de forma geral. O mutirão da matéria apenas me chamou atenção para o problema, e me fez pensar nele.
 
Sendo a prestação de serviço falha, pode surgir alguém com uma solução, paliativa ou não (fazendo um mutirão por exemplo), para enganar o povo. Tentando se auto-promover (ou limpar o nome) as custas da miséria da população. O que seria hipocrisia.

Em outras palavras, provoca o problema, ou deixa ele acontecer, ou não tem competência para resolve-lo, mas depois aparece de bonzinho, fazendo-se passar pelo "salvador da pátria".

Por que não cuidou dos serviços antes, para não haver necessidade dos mutirões?

Especialistas em resolverem problemas são os bombeiros, médicos e advogados.

Administradores (pelo menos os bons) são especialistas em enxergarem os problemas antes deles acontecerem, e tomam medidas preventivas. Não ficam esperando eles acontecerem para depois resolve-los.

Os melhores administradores são aqueles que têm os pés no chão (presente), conseguem enxergar o futuro, e tomam as atitudes certas antecipadamente, não deixando o problema acontecer ou se agravar.

Atenção, não sou contra os mutirões, ou contra o prefeito e seus secretários, mas os mutirões são apenas paliativos, remédios que tratam do sintoma, não da doença. Em alguns momentos os mutirões são necessários devido a urgência, mas eles não são a solução. E pelos problemas alegados pelo nosso Prefeito Jabes Ribeiro, realmente é o momento de usá-los.

Inclusive prevejo que depois que a atual greve dos funcionários públicos aqui de Ilhéus terminar, um mutirão vai ser uma boa opção, para colocar os trabalhos em dia. Pelo menos uma boa opção a ser considerada.

O recado que estou querendo dar é que não devemos achar que o problema foi resolvido só por que um mutirão foi feito. Apertem a mão do prefeito, e agradeçam a ele, mas não se deixem enganar. No caso dos mutirõesa missão de Jabes só vai estar realmente cumprida quando os mutirões não forem mais necessários.

Todos sabemos que a missão de Jabes é difícil, e eu não queria estar na pele dele. Mas ele, assim qualquer outro político, sabe que todo cidadão de bem sempre vai estar ao lado dele, quanto tomadas as atitudes corretas em prol da população.

Ops, acabei escrevendo muito mais do que pretendia comentar na matéria publicada no Blog O Sarrafo, mas pelo menos acho escrevi tudo.

Recado final:

Tenhamos cuidado com as migalhas.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

BlogBlogs.Com.Br